Monday, September 26

Melhor Vade Mecum para OAB

O exame da OAB é um período importantíssimo na vida do bacharel em Direito. Isso porque sem sua aprovação, o profissional não poderá exercer a advocacia. Então, para garantir um bom resultado, os candidatos ao exame precisam de um excelente material de estudo. Porém, uma dúvida pode surgir: qual é o melhor Vade Mecum para OAB?

Nesse artigo iremos abordar os principais aspectos desse material, sua importância para o Exame da OAB e ainda dicas valiosas sobre como escolher um bom modelo para seus estudos.

Vamos Começar?

O que é o Vade Mecum?

O Vade Mecum é o livro base e de consulta para os estudiosos de direito. Nele constam as leis mais importantes da nossa constituição, assim como o código civil, trabalhistas, e muito mais.

Em suma, seu conteúdo é pensado e organizado por especialistas para suprir demandas e algumas finalidades, como, por exemplo: prestação de concurso, o exame da ordem, estudantes de graduação de direito.

Suas principais características consistem na seleção de leis com um objetivo, súmulas de tribunais, remissões legais, índices da legislação e a possibilidade de marcações.

Por que é importante ter um bom Vade Mecum?

Durante a segunda fase do exame da ordem, será permitido ao candidato o uso do Vade Mecum. Ou seja, será possível levar esse material para consulta. Sabendo disso, é vital que sua edição seja uma versão atualizada e bem-organizada. Afinal, esse simples detalhe pode fazer a diferença na sua aprovação na prova da OAB.

Qual Melhor Vade Mecum para OAB?

Há inúmeras edições disponíveis no mercado. O que causa certo receio aos candidatos sobre qual comprar.

A começar pela escolha da editora.

Atualmente, dois nomes de editoras surgem em peso quando o assunto é Vade Mecum: a Saraiva e a Rideel. Ambas são excelentes, mas possuem estruturas diferentes, no sentido visual mesmo. A edição da Saraiva é mais colorida, com destaques internos, enquanto a da Rideel, não.

Nessa situação, vai da preferência da pessoa. Perceber com qual ela já teve contato ou costume, qual melhor se adapta aos seus estudos. O importante mesmo é sentir fluidez entre as páginas, que ao pesquisar não exista dificuldade alguma e com isso evite perda de tempo.

Em seguida, é de suma importância que a sua edição esteja atualizada e que acompanhe o que é exigido no edital. Dessa forma, você garante em não deixar nada de fora dos seus estudos.

Indo além desses detalhes, vamos agora abordar os modelos disponíveis. São eles:

Vade Mecum Compacto

Essa versão de consulta rápida não traz consigo todas as leis e decretos. Isso acontece por escolha editorial, os consultores ao montarem o conteúdo, removeram o que consideraram ser menos relevante. Entretanto, por mais que tenha sua importância, não é a melhor versão para o candidato que for prestar o Exame da Ordem. Evidentemente, pode acontecer de não ter justamente a informação que necessita.

Vade Mecum Específicos por Matéria

Feito para consultas rápidas em assuntos ou áreas específicas, como o próprio nome já diz, esse Vade Mecum não abordará todo o conteúdo programático. Com isso, o critério é o mesmo: para o Exame da OAB, esse tipo de edição não é indicado.

Vade Mecum Tradicional

Esse é o clássico. Todas as editoras têm uma versão, possuem todo o conteúdo essencial para estudar. Contudo, ele não é voltado para te ajudar exclusivamente no exame da OAB. Sua formatação é padrão, sem destaques, nem marcações… ou seja, é conteúdo seco. Ele pode servir, sem problema algum, ao propósito, mas em termos de agilidade na busca de informações, talvez fique a desejar.

Vade Mecum para a OAB

Esse é o mais indicado, com certeza. São completos em conteúdo e voltados para o Exame da Ordem. Fornecem destaques e possuem confortável diagramação.

Entretanto, vale lembrar, mesmo que essa edição seja com foco na OAB, não quer dizer que você não terá que fazer suas próprias anotações na edição. O que acontece é que você terá um suporte a mais pela escolha dessa edição.

Para Concluir

Uma última dica: Caso precise comprar um novo Vade Mecum, indicamos que o faça após a aprovação da primeira fase. Dessa forma, além de garantir uma edição atualizada, este material estará pronto para novas marcações, evitando que você se confunda entre seus escritos.

Mas claro, essa sugestão é apenas para os que desejam se organizar minuciosamente, buscando o melhor aproveitamento possível. Caso seja possível, investir também em um curso preparatório para o Exame da OAB aumentam, e muito, as suas chances de aprovação, pois garantem otimização de tempo, sequência de estudos, foco em conteúdo relevantes e revisão.

No mais, esperamos que com essas informações você agora possa escolher, sem receio, a sua versão de estudos. Desejamos um excelente período de aprendizado.

Boa sorte!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *